logo
Home

Noite de golaços no Beira-Rio

aRFD_7399

Com tantas estrelas em campo, era de se esperar que a quarta edição do Lance de Craque, realizada na noite deste sábado (16), no Beira-Rio, fosse uma sucessão de lindos gols. E foi exatamente isso que ocorreu. Vencida pelo Esperança por 10 x 6, a partida fez os 10.475 torcedores que foram ao estádio vibrarem com verdadeiras pinturas a cada vez que a bola chegava às redes.

Recoba, Taison, Zé Roberto e Rubén Paz se encarregaram de elevar o jogo à categoria de espetáculo. Iarley, Oscar, Fabiano Costa, Sandro Sotilli, D’Alessandro, Alex Cabeção e Paloma completaram o placar. No comando do Esperança, de uniforme branco, estava Vanderlei Luxemburgo. Na casamata vizinha, treinando o Solidariedade, de vermelho, Zico.

E um dos lances mais inusitados do jogo envolveu os dois técnicos. Em uma falta próxima da área, Luxemburgo cedeu a camiseta branca para que Zico pudesse fazer a cobrança. O gol não saiu, mas a torcida vibrou ao ver o camisa 10 batendo uma falta de novo. Outra curiosidade da partida foi o uso do árbitro de vídeo. Em mais de uma vez, os lances foram decididos depois que a tecnologia foi acionada para tirar as dúvidas de Anderson Daronco.

As presenças de duas jogadoras do time feminino do Inter, Gabi e Paloma, e de dois lutadores de MMA, Wanderley Silva e Fabiano Boxer, também foram as novidades da noite.

Ao final do jogo, o idealizador do Lance de Craque, Andrés D’Alessandro idealizador do Lance de Craque, se disse satisfeito com resultado. “Tenho que agradecer aos torcedores que vieram até aqui, pois são eles que fazem esse evento acontecer. Foi uma festa bonita, com a participação de jogadores importantes e que fizeram a diferença. Espero continuar ajudando a muitas pessoas no próximo ano”. E projetou 2018 com o colorado de volta à elite do futebol nacional. “Quero ajudar o Inter a se reeguer novamente”.

A renda da partida será revertida a sete instituições de caridade: Lar Santo Antônio dos Excepcionais, Instituição de Educação Infantil Santa Terezinha, Instituto da Criança com Diabetes do Rio Grande do Sul – ICDRS,- Casa do Menino Jesus de Praga, Hospital da Criança Santo Antônio, Centro Social Marista de Porto Alegre e  Instituto do Câncer Infantil.

Confira quem entrou em campo:

 

Esperança (10)
Danilo Fernandes (Batalla)
Hernán Diaz (Acevedo)
Coloccini (Índio)
Mauro Galvão (Luciano Galetti)
Victor Cuesta (Wanderley Silva)
Edenilson (Gabi)
D’Alessandro (Rubén Paz)
Romagnoli (Zé Roberto)
Zé Roberto (Pity Martínez);
Taison (Iarley)
Recoba (Sotilli)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

 

Solidariedade (6)
Renan (Matheus Cavichiolli)
Bolívar (Fabiano Boxer)
Lúcio (Jonathan Maidana)
Yepes (Fabiano Costa)
Alan Ruschel (Chiquinho)
Magrão (Alex Cabeção)
Guiñazu (Tony Pacheco)
Alex Cabeção (D’Alessandro)
Oscar (Paloma)
Diego Aguirre (Daniel Carvalho e Dilsinho)
Nico López
Técnico: Zico

 

Gols: Recoba duas vezes (E), Taison (E), Zé Roberto (E), Alex (S) e Oscar (S) no primeiro tempo; Fabiano Costa duas vezes (S), Rubén Paz (E), D’Alessandro (S), Paloma (S), Iarley três vezes (E), Sotilli (E), Zé Roberto (E) no segundo tempo.

 

Arbitragem: Anderson Daronco, auxiliado por Rafael Alves e Elio Nepomuceno